Fanfic Harry Styles - Hey Angel - 17° Capítulo.

16 janeiro, 2017

Fanfic Harry Styles - Hey Angel - 17° Capítulo.

''It hurts me every time I see you
Realize how much I need you.''


~ (S/N) POV's ~

Depois do café, todos procuraram algo para fazer. Kenna, Mary e Lizzy disseram que iam ajeitar as coisas no meu quarto, Miguel e Ezequiel foram fazer seu trabalho. Hershel foi para cozinha, e Harry? Bom, eu sei lá onde estava ele. Eu e Becky fomos para o salão principal, sentamos nas poltronas, e começamos a colocar o papo em dia.

- E ai, vai me contar por que sumiu? - perguntei para Becky.

- Ahh... - fez careta. - Estava fazendo meu papel de guardiã... - disse ela encostando na poltrona. 

- E como foi? - insisti. 

- Olha não é fácil ser uma guardiã. - ela disse irônica, mas logo sua postura mudou. - Eu fiz de tudo para protege-la, mas no final... - suspirou. - Ela teve uma morte trágica, tentei traze-la a Arendelle, mas ela insistiu em ficar. Ela pensou que fosse coisa da sua cabeça, e disse que eu não era real... Ela 
teve sua escolha... - deu ombros de cabeça baixa.    

- Ela quis ficar né... - disse eu.

- Uhum... - ela disse concordando.

- Eu não tive escolha, por que ela teve? - dei ombros sem importar se eu fui egoísta ou não. Ela me encarou e respirou fundo antes de me dizer. 



- É diferente (S/N)... Você foi destinada a isso desde que nasceu... - ela disse séria. 

- Diferente...? - ergui as sobrancelhas. 

- Olha (S/N), o importante é que estamos bem, que eu estou aqui junto com você como sempre estive. Vamos enfrentar isso juntas, ok? - ela disse me encarando e tocou minha mão. 

- Ok. - concordei. - Desculpa... - sorri tímida. 

- Tudo bem. - sorriu e me puxou para um abraço. Ouvimos passos se aproximando, e olhamos na direção. Era Harry. 

- Estou atrapalhando? - ele disse com as mãos no bolso. 

- Não, claro que não. - Becky disse se levantando e fez uma postura. Percebi que era por causa de Harry, eu balancei a cabeça negativamente incrédula com a situação. - (S/N) vai trocar de roupa, hoje teremos treino. - Harry disse e deu as costas. Foi minha fez de levantar. 

- Treino? Pra quê? Pensei que teríamos o dia para descansar... - eu ia dizendo, mas ele me interrompe. 

- Só troque de roupa, e me encontre aqui em 5 minutos. - ele disse rude e deu as costas novamente. Senti a raiva subindo meu corpo, e virei na direção de Becky. 

- Sério? - disse cruzando os braços. 


- O que foi? - ela perguntou confusa. 

- O quê? Até você tem se curvar diante dele? - perguntei incrédula. 

- Não necessariamente, mas ele é o príncipe... - deu ombros.  

- Cortar essa, ele é o príncipe e nem por isso vou me curvar pra ele. Nem ferrando. - disse brava e dei as costas. - SERÁ QUE ALGUÉM AQUI PODE ME LEVAR ATÉ MEU QUARTO? - gritei pelo salão. Logo Kenna apareceu nas escadas. 

- (S/N) vamos, você precisa se trocar. - ela disse me chamando da escada. - Eu procurei você que nem uma louca. - disse e apoiou no batente da escada. 

- Estou indo. - disse e subi as escadas até ela. Fomos em direção ao quarto, lá estava Mary e Lizzy arrumando o quarto. Kenna disse que era pra pôr a roupa estava em cima da cama, vesti a mesma e fiquei descalça. Só coloquei um chinelo e prendi o cabelo no de cavalo. Logo descemos... 

Encontramos Harry numa espécie de ''tatame de luta'', ele estava descalço, com camisa e calça de moletom preta. Ele ajeitava algo em sua mão, o que parecia uma luva, só que branca. 

- Está atrasada. - ele disse assim que sentiu minha presença. 

- Desculpa. - eu disse engolindo o seco. 

- Tudo bem, vamos logo... - disse me chamando. Tirei o chinelo, que logo Lizzy os pegos, e subi em cima do tatame. Ele veio até mim com um par de luvas brancas. (É tipo essa luva, só que branca ok?). Me entregou a mesma, e foi até um saco de pancadas e o trouxe para perto de si. - Você já se aqueceu? - perguntou sem olhar para mim. 

- Não. - disse fazendo careta e dando ombros. 


- Becky. - ele chamou por ela. Ela caminhou até nós, ela estava com uma calça legging e uma regata preta. - Aqueça a (S/N), por favor. - ele pediu ainda com as mãos no sacos de pancadas. 

- Ok. - ela concordou. Ela veio até mim sorrindo, só disse que era para fazer os mesmos movimentos e tals. Então aquecemos e tudo mais. 

- Certo. Mostre o que você sabe... - disse apontando para o saco de pancadas e cruzou os braço. Eu me aproximei do saco, pensei por um instante sem saber o que fazer, logo comecei a dar leves socos no saco. - Para para. - ele disse e eu parei no mesmo instante. - O que é isso? - ele perguntou incrédulo. Eu bufei e revirei os olhos.

- Qual é, isso é mesmo necessário? - perguntei fazendo careta. 

- Claro que é, quando você não conseguir usar seus poderes, terá que lutar com suas próprias mãos... - ele disse sério. Eu olhei na direção de Becky, e ela concordou com a cabeça. Olhei para as meninas, e elas sorriam confiante. - Se mantenham aqui, e use suas forças aqui. - ele disse colocando as mãos na minha cintura e logo em seguida apontando para minhas mãos. Senti um leve arrepio quando ele tocou minha cintura, logo respirei fundo e me concentrei. Harry deu um passo pra trás, e concordou com a cabeça para que eu começasse. Comecei a dar vários socos repetitivos... 



- Muito bom, continue. - ele disse concordando. Parei por um minuto e sorri. Logo respirei fundo novamente e comecei com outros golpes de socos...

(...)

~ Narradora POV's ~ 


Quando acabou o primeiro dia de treino, (S/N) logo foi para seu quarto. Tomou um banhou relaxante e se deitou na cama caindo num sono profundo. Enquanto isso, ela teve mais um dos seus sonhos em que a atormentava. 

''Ela corria pelo castelo sem direção, não sabia para onde ir. Apenas corria, corria sem parar e sem olhar para trás. Até chegar no salão principal, e desejou que não fosse real o que ela estava vendo. Todos ali estavam mortos, o salão inteiro coberto por sangue, até mesmo as paredes. Ali estava pessoas que ela amava, pessoas em que ela jamais se esqueceria. E além de tudo, o grande amor da sua vida. Aquele que sempre esteve do seu lado, que sempre cuidou dela. Sentiu uma dor como nunca havia sentindo, suas lágrimas corriam pela sua face e a cada passo que ela dava só aumentava a dor. Ela correu até ele, se ajoelhou e trouxe sua cabeça até seu colo. Passou as mãos na sua cabeça que estava ensanguentada, e logo depositou um beijo em seus lábios. Ele não acordou, ela acreditava que o beijo de amor verdadeiro pudesse o trazer de volta. Mas foi em vão, suas lágrimas só aumentaram. Ela o abraçou e sussurrou seu nome. Disse que não importava o que acontecesse, ela sempre o amaria.''  

Logo ela acordou no susto, percebeu que seu rosto estava molhado, e ai que se deu conta que estava chorando. Olhou para os lados e não havia ninguém no seu quarto. Por um estante agradeceu por ninguém ter visto ela chorar, mas se sentiu insegura e com medo. Orou a Deus e pediu para que esse sonho não acontecesse. E era isso o que ela mais temia, que isso se tornasse realidade. Ela apertou uma almofada em seu colo e voltou a chorar desesperadamente. 




[...]

Oii, como vão?
Espero que bem :)
Bom, desculpem a demora.
Mas acreditem, eu passei 3 dias tentando escrever esse capitulo,
porque as ideias não surgiam. 
E também meu aniversário está chegando, então
estou bastante ocupada com as coisas... 
Espero que entendam e gostem de 
todo o coração. 
Beijinhos!!! 💘 

Me sigam nas redes sociais...

Snap: beel-walker

Nenhum comentário

Postar um comentário

 
Desenvolvido por Michelly Melo.